Carregando...
 

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Orientações Técnicas

Este artigo foi elaborado especialmente para funcionar como um suporte. Afinal com a quantidade de detalhes técnicos, os alunos possuem muitas dúvidas ao praticar sozinhos. Outro fator, foi a dificuldade de memorização, tanto da parte técnica, bem como da nomenclatura que possui muitos nomes em chinês. O objetivo é apenas orientar e possibilitar que meus alunos façam uma consulta, caso esqueçam-se de algum detalhe ao praticar em casa. Para aqueles que interessaram-se em praticar Tai Chi, procurem um instrutor capacitado.





Orientações Gerais:
  • Procure um local calmo.
  • Procure um local limpo. (Um ambiente sujo “armazena” energias negativas.)
  • Pratique pela manhã. (É o horário mais favorável para trabalhar as energias, das 6:00 às 8:00.)
  • Use roupas leves e que permitam a execução de qualquer movimento.
  • Use um calçado de sola plana. (Permitirá um maior equilíbrio bem como o fluxo de energia que entra pelas fontes borbulhantes e sobe pelos tornozelos.)
  • No verão usar roupas que absorvem o suor. (Roupas de algodão são excelentes.)
  • No inverno agasalhar-se bem. (Tomar friagem e o choque térmico, promovem a perda de energia. Para os calorentos, no momento da prática, não há problemas do uso de camisetas de manga curta. Desde que agasalhe-se, logo que a prática termine.)
  • Evite tomar banho logo após os exercícios. (Espere por 30 min à 1 hora para que a energia trabalhada não se perca. O banho leva uma parte da energia que foi armazenada e trabalhada durante os exercícios.)
Orientações Específicas:
  • Siga sempre a sequência correta. (Ajuda na memorização e evita o esquecimento de detalhes técnicos.)
  • Comece pela base. (Assim como qualquer construção, devemos ter primeiro um alicerce firme para depois erguer as estruturas.)
  • Abertura dos pés na largura dos ombros e paralelos. (Certifique-se de que os pés estão realmente retos. É muito comum que os pés estejam em V, ou seja, os dedos voltados para fora. O peso deve estar distribuído de modo uniforme. Sinta que toda a sola do pé está no chão, mas concentre-se nas fontes borbulhantes.)
  • Encaixe o quadril. (Certifique-se de que o seu corpo não está inclinado para trás. É comum que as pessoas ao encaixar o quadril movimentem o tronco também. O movimento deve ser só do quadril, o tronco fica imóvel.)
  • Mantenha a coluna ereta e alongada. (Nesse momento a sensação de espaçamento entre as vértebras da coluna é nítida.)
  • Recolha o queixo. (Esse movimento fará com que a curvatura da parte cervical diminua. Sinta que os músculos que sustentam a cabeça alongam-se, principalmente o trapézio.)
  • Quando a coluna fica ereta e alongada, e o queixo é recolhido, sinta que a sua altura aumenta. A idéia é realmente elevar o topo da cabeça.
  • Mantenha os ombros para baixo e arredonde levemente as costas.
  • O olhar pode ser a frente ou a 45 graus seguindo a linha que acompanha o nariz.
  • A sua respiração deve ser calma e profunda. Respire movimentando o baixo ventre. Quando soltar o ar, retraia levemente o baixo ventre. Faça uma breve apnéia. Quando inspirar relaxe o baixo ventre (de modo que a “barriga” cresça). Pense que a sua barriga é como uma bexiga. Se o ar entra ela infla (cresce), se o ar sai ela murcha (retrai).
  • Mantenha a boca fechada e a ponta da língua toca o céu da boca. Respire somente pelo nariz.
  • Quando os pensamentos aparecerem em sua mente, somente observe. Imagine um rio. O pensamento vem pela correnteza. Apenas observe e logo a correnteza irá levá-lo embora. A quantidade e a frequência de pensamentos está intimamente relacionada à sua respiração. Quando a sua respiração começar a acalmar-se, tornando-se longa, calma e profunda, os pensamentos também irão diminuir.
Chi Kung


É um termo de origem chinesa que se refere ao trabalho, treinamento ou exercício de cultivo da energia vital que demanda um longo tempo e muito esforço. Estes exercícios tem a finalidade de estimular e promover o fluxo da energia vital (chi) no corpo. O Chi Kung não foi criado por um único indivíduo e resulta de milhares de anos de experiências dos chineses no uso da energia para tratar doenças, promover a saúde e a longevidade, melhorar as habilidades de luta, expandir a mente, alcançar diferentes níveis de consciência e desenvolver a espiritualidade. Com posturas estáticas ou dinâmicas objetivando a busca da união do corpo e da mente num equilíbrio harmonioso.

Postura de Wu Chi


Wu significa vazio, nada, sem e chi significa cume do telhado, extremo, pólo geográfico. Interpretado pode significar "ilimitado", "o que não tem pólo". No taoísmo temos a interpretação que significa "o estado de vazio", "o momento anterior ao surgimento de todas as coisas".


Dentro do Chi Kun e do Tai Chi, podemos interpretá-la como a postura do silêncio interior, ou a conduta de estar presente (não estar disperso). É o momento para acalmarmos a respiração e os pensamentos.


Técnica: Pés unidos (caso tenha problemas para equilibrar-se, deixe-os em forma de V); Pernas estendidas (sem hiperestende-las); Quadril encaixado, coluna ereta e alongada (sinta o espaçamento entre as vértebras da coluna); Queixo recolhido (sinta a curvatura da parte cevical diminuir, sinta o alongamento da musculatura que sustenta a cabeça); Relaxe os ombros, arredonde levemente as costas e una as mãos a frente; A mão direita fica por cima e a esquerda encosta por baixo (na realidade é uma questão de interpretação, pois a mão esquerda que representa a compaixão é superior, sobrepõe à mão direita que representa o poder, a força, mas os polegares encostam-se, simbolizando a união das duas e formando um pequeno círculo; O pequeno círculo fica a frente do corpo (3 dedos abaixo do umbigo aproximadamente); Os cotovelos ficam ligeiramente arredondados e voltados para fora (não podem encostar no corpo).

WC-01 WC-02 WC-04
Observem a foto acima. A Lucília (blusa branca à esquerda), não há um espaço entre os polegares e a palma da mão direita, não formando o pequeno círculo. Seus braços não estão relaxados e suas mãos que deveriam estar no baixo ventre (aproximadamente 3 dedos abaixo do umbigo) estão um pouco acima do umbigo.

WC-03
Observem a foto acima. A Darilda (roupa preta) está com o tronco levemente inclinado para trás, e o queixo não está recolhido.

O Cleuber colaborou comigo e foi o modelo de execução. Observem como devemos fazer:

Foto-0114 Foto-0115


Postura Abraçando a Árvore


Mais conhecida como Camisa de Ferro Chi Kung, onde devemos aparentar firmes como o ferro, mas na realidade estamos suaves como o algodão. Devemos estar enraizados, conectados ao solo (a terra). A base firme e o fortalecimento das pernas, está correlacionado à um estado mental e psicológico igualmente estabilizados.


Técnica: Pés paralelos (atenção para que os pés fiquem realmente retos, dedos apontando para a frente e calcanhar para trás, cuidado para não deixar os pés em V); A abertura dos pés é aproximadamente a mesma da largura dos ombros; Quadril encaixado; Coluna ereta e alongada; Queixo recolhido; Flexione as pernas (agache aos poucos encontrando uma altura boa); Os joelhos não devem passar a linha dos dedos dos pés (isso sobrecarrega os joelhos e acarreta em dores); Você não deve sentir dores nos joelhos, isso pode ser um sinal de postura errada (caso ocorrer, reveja a execução); Sinta que os músculos da coxa estão contraídos (mas não você não deve exagerar); Eleve os braços (escolha uma altura confortável, as mãos podem estar a frente do rosto. Caso esteja pesado, vá abaixando até que encontre uma altura confortável); Seus braços devem estar arredondados e alongados (como se estivesse abraçando uma árvore); As palmas e os dedos devem estar relaxados; Deixe um espaço de um punho fechado entre as mãos; Os dedos estão mais altos que o punho, que está mais alto que os cotovelos (observe se os cotovelos estão voltados para baixo).

AA-02 AA-01 AA-04
Observem a foto acima. O Cleuber está com o tronco levemente inclinado para trás, suas costas estão levemente curvadas para frente (as costas levemente arredondadas estão corretas), faltou recolher o queixo também.

AA-03
A Lucília (blusa branca e calça preta) está com o tronco levemente inclinado para trás, a cabeça levemente inclinada para a direita, e a palma das mãos e os dedos estão inclinados para baixo (deveriam estar inclinados para cima). Do lado esquerdo da Lucília, a Jacira (blusa verde e jaqueta branca) está com a cabeça para frente e para baixo, e seus dedos estão muito esticados.

Observem como devemos fazer:

Foto-0116 Foto-0117

Postura do Poste



Técnica: Pés paralelos e retos; Abertura dos pés igual a largura dos ombros; Desloque levemente o peso para a esquerda; Mantenha o calcanhar no chão, e gire a ponta do pé direito para a direita até o ângulo de 45 graus (lembre-se de que o quadril leva o pé, e que seu quadril, seu tronco e sua cabeça giram alinhando também a 45 graus); Transfira o peso para a perna direita e flexione até uma boa altura (o músculo da perna deve estar contraído, mas não pode estar fazendo muito esforço, e nem pode estar tranquilo demais; Lembre-se que o joelho não deve ultrapassar a linha dos dedos dos pés); Tire a perna esquerda do chão e pise à frente (a perna esquerda fica em linha com o calcanhar direito, e os dedos dos pés ficam levantados, ou seja não encostam no chão); Simultaneamente você moverá os braços; O braço esquerdo acompanha a perna esquerda e também alonga à frente com o punho na altura da linha dos ombros (os dedos apontam para cima; a palma da mão fica em 45 graus e mostra a faca da mão; o braço alonga mas não é hiperestendido; o cotovelo está voltado para baixo); O braço direito eleva, traga o polegar direito e encoste suavemente na região do umbigo (a palma da mão fica reta como se estivesse em cima de uma mesa; o cotovelo não encosta no corpo, ele abre para frente); A cabeça vira para a frente (o olhar está na boca do tigre -região entre o polegar e o dedo indicador-); Não esqueça das orientações específicas, como o quadril encaixado, coluna ereta, queixo recolhido, língua tocando o céu da boca, e respiração pelo nariz, calma e pelo baixo ventre.

PP-02
A Darilda (roupas pretas) não está com o quadril encaixado (observem o bumbum arrebitado), sua perna direita não está estendida, e seu tronco está um pouco inclinado à frente. A Maria Lucia (blusa branca e jaqueta branca, no canto direito) está encostando o pé direito no chão; seu punho está acima da linha dos ombros e o seu cotovelo está voltado para cima (quando deveria estar voltado para baixo).

PP-01
O Cleuber está com o punho direito muito alto (deveria estar alinhado na altura do ombro), a mão esquerda também esta um pouco alta (deveria estar na altura da região do umbigo e o polegar encostado). A Verônica (blusa colorida e calça marrom) está com o braço direito virado para dentro. A Lucília (blusa branca) está com o corpo voltado para à frente e também está com o tronco inclinado para trás (o corpo deveria estar 45 graus à esquerda, e tronco ereto).

Observem como devemos fazer:

 Foto-0118 Foto-0119


Pequena Circulação Celestial

Técnica: Execute a mesma sequência que na postura abraçando a árvore (o que difere é a posição dos braços); Inicie com os braços levemente arredondados, e as mãos a frente do quadril; Solte todo o ar; Inicie a inspiração de modo suave e simultaneamente comece a elevar os braços a frente do corpo; Quando as mãos aproximam-se do tórax, vá abrindo o peito sutilmente; Os punhos não sobem acima da linha dos ombros e os cotovelos estão voltados para baixo; Faça uma pequena apnéia (segure o ar preso, sem agonizar); Comece a abaixar os braços e simultaneamente solte o ar lentamente; Quando chegar em baixo, na altura do quadril, faça novamente uma apnéia e recomece; Preste atenção pois o tempo de subida dos braços deve ser igual ao da descida, ou seja, o tempo de inspiração deve ser igual ao de expiração; Não esqueça-se de manter as orientações específicas.


PCC-01 PCC-03
PCC-04 PP-02
Na foto do canto superior à esquerda, tivemos boas execuções (servindo como exemplo). Parabéns. Nas outras fotos, tivemos alguns probleminhas. O Cleuber estava com a cabeça inclinada a frente e para baixo, o mesmo aconteceu com a Juraci (blusa regata -na foto do canto inferior direito-). Na foto do canto inferior esquerdo, a Lucília está com o tronco inclinado para trás.

0 comentários:

Postar um comentário