Carregando...
 

sábado, 29 de janeiro de 2011

Forma Longa Estilo Yang Tradicional – Edgard e Adriano

Queridos leitores e alunos, durante o meu processo de formação como instrutor os treinos foram muitos. Reeducar a postura, lapidar os movimentos, trabalhar a técnica, acalmar a mente, tranquilizar o coração e equilibrar o espírito não são tarefas tão simples assim. Afinal, são hábitos que repetimos muitas vezes quase que por uma vida inteira. Por isso a prática de nossos treinos deve ser diária. No meu processo final de formação fiquei 15 dias em sistema de imersão com treinos diários que praticamente perduram o dia inteiro. A minha amiga Eni teve a brilhante ideia de gravar um de nossos treinos. Comumente, eu não tenho muito costume de filmar ou tirar fotos dos meus treinos. O que é uma pena pois através desses relatos é possível avaliar os pontos positivos e os pontos negativos, permitindo um aprimoramento mais efetivo.

Edgard Shigenaga e Adriano Carneiro da Rocha


Edgard Shigenaga e Adriano Carneiro da Rocha

Em julho deste ano, eu e o Adriano cursamos o terceiro e último módulo, concluindo juntos o curso de instrutores. Normalmente em uma aula de Tai Chi Chuan (TCC) os alunos praticam de maneira uniforme sincronizando os movimentos coletivamente, treinando a paciência, a compaixão, a harmonia e o equilíbrio. Porém, durante os treinos no curso precisamos treinar mais o lado individual, afinal é necessário ser aprovado em uma avaliação final. A forma longa de TCC é composta por 108 posturas e sua execução dura aproximadamente 30 minutos, variando de acordo com o objetivo do treino. Nos treinos era necessário estar muito atento aos meus pontos fracos e em muitos detalhes. os fatores internos e externos influenciam no desempenho e nos movimentos. Para controlar os fatores internos é necessário manter a respiração calma e acalmar a mente. Mas a ANSIEDADE por esperar o dia da avaliação, o MEDO de não ser aprovado, o EGO por se preocupar sobre o que os outros pensam sobre o meu desempenho, o ORGULHO de não querer cometer erros, entre outros, são alguns dos fatores que interferem o lado interior.

Já os fatores externos são aqueles que não temos controle, como pessoas nos observando, o barulho do ambiente, um piso mais escorregadio, áspero ou inclinado, a luminosidade do local, enfim. Considerando que os treinos normalmente são coletivos a dessincronização que sempre ocorre entre os participantes interfere no seu ritmo e no seu estado emocional. A minha experiência revela uma situação interessante. A avaliação final cada pessoa é observada de forma separada, normalmente duas pessoas se apresentam simultaneamente. Caso, uma pessoa cometa um erro, estando a outra num movimento próximo pode ser induzida ao erro também, além de não deixar explícito se copiou do colega ou se realmente conhece a sequência. Então, recomenda-se manter uma boa distância, mantendo-se um a frente e o outro posicionado atrás e para o lado esquerdo. Desta forma é possível que os avaliadores enxerguem ambos. Evita que os avaliados se encontrem e ocupem o mesmo local durante a avaliação, que um não fique a sua frente induzindo ao erro ou colaborando com aquela pessoa que não conhece a sequência.

Percebi que quando praticamos em dupla, inconscientemente, no momento que os movimentos se aproximam, começamos a sincronizar os nossos movimentos com o do colega. O que não é recomendado durante uma avaliação. O vídeo mostra um destes momentos, pois eu decidi iniciar a séria mais rapidamente e manter a velocidade um pouco acima do normal. Porém a sincronização acabou acontecendo, então por mais que não tivéssemos combinado, eu e o Adriano com a nossa experiência de prática acabamos optando em propositalmente respeitar e sincronizar os movimentos coletivamente. Que também é um treino difícil. É possível notar que inicialmente eu faço movimentos mais rápidos, depois os movimentos acabam sincronizando com os do Adriano, durante a segunda parte da forma os movimentos inconscientemente se sincronizaram, então começamos a seguir um ritmo próximo ao de um treino normal, ou seja, bem mais lento. Mesmo, sem combinar mas já havendo o respeito e a sincronização, durante alguns movimentos não conseguimos sincronizar, devido à interpretação, compreensão e expressão que temos dos movimentos.

Quando o segundo vídeo chega a 3:25 minutos, cometi um erro na sequência. A minha atenção e foco se perderam, ocorreu então o que chamamos na gíria de “viajar”. De fato, a minha mente estava longe naquele momento e me desconectei com o presente, com a sequência. Uma das minhas conclusões é que vários fatores nos levam a perder o foco e a concentração, um deles que eu já mencionei aqui é a motivação que te faz praticar(link). Por diversas vezes, fiquei em êxtase durante a prática. A sensação é tão boa que te causa um bem estar e uma sensação de leveza. Então, não é possível saber em que trecho da sequência se está, pois a desconexão momentânea faz com que o foco e a concentração se percam.

Mesmo com falhas, considero esta uma boa execução. Naquele momento foi o melhor que pude demonstrar.  No caminho encontrarei muitos trechos árduos, muitas vezes irei sentir desgaste ou fraqueza. Devo estar atento, pois estes momentos revelam  as minhas falhas e consequentemente aquilo que posso melhorar. Tenho apenas uma certeza...  a certeza de que a jornada que sigo no TCC está apenas começando.


24 comentários:

  1. nossa, que legal... vou tentar fazer... será que eu consigo? rs

    Adorei

    ResponderExcluir
  2. @Hanna-Hime
    Sozinha é um pouco difícil, mas com o acompanhamento de um instrutor, você vai longe! Rsrsrs...
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Olá Edgard!
    Gostei de ver isto! Maravilha!
    Eu te contei que tinha começado a fazer Tai Chi,não é? Este ano ia tentar fazer minha inscrição, mas perdi o prazo!!Vamos ver se consigo ficar agora mais tempo no mesmo lugar e então, finalmente terei chance de aprender de fato!
    Parabéns!
    Abraço, Vera.

    ResponderExcluir
  4. Edgard, muito interessante eu já me interessei pelo TCC faz um tempo quando procurava uma atividade alternativa, digo alternativa porque queria algo que não trabalhasse somente o físico mas o espírito também, porém nunca conheci um lugar perto daqui onde pudesse praticar com seriedade o TCC, por isso nessa busca encontrei o Yoga.
    Como praticante de Yoga acho muito interessante essa disciplina mental e física que é o TCC, sei que os fundamentos são totalmente diferentes e nada tem a ver com o outro, mas o princípio da paz em qualquer disciplina de saúde de uma forma se convergem.
    Na realidade nunca havia assistido um treinamento por isso agradeço por ter postado porque achei muito interessante os movimentos, e certamente os movimentos visuais mais suaves são os mais pesados pois requerem sempre muita disciplina nesses casos.
    Bjus amigo!

    ResponderExcluir
  5. @Vera Alvarenga ...
    Amiga, estou torcendo para que desta vez dê tudo certo!
    Se tiver qualquer dúvida é só perguntar, ok?
    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. @Kiki K.
    Amiga, o Yoga tem muita semelhança com o tai chi, afinal trabalha a respiração, a observação da mente, a busca do equilíbrio físico mental e espiritual, enfim...
    As técnicas são diferentes mas a essência realmente é semelhante.
    Que bom, acrescentei algo inédito ao seu dia-a-dia, rsrsrs...
    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Olá Edgard, seu trabalho é perfeito.
    Gostaria muito de participar de um grupo assim.
    Infelizmente onde eu resido não tem.Bjos!!!:)

    ResponderExcluir
  8. @Anônimo
    Agradeço, pelo carinho e pela visita!
    Caso você queira saber mais sobre a arte, é só escrever lá no rodapé do blog ou enviar um e-mail (o endereço está no meu perfil).
    Se você puder me informar o local onde mora eu posso ver se conheço alguém que resida por perto, ok?
    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Eu fui assistir e li, o texto. A parte que mais gostei - e me fez interessar por esta atividade - é quando vc diz que "viajou" por causa da sensação é boa que causa bem estar e leveza.

    Acredito que aqui, onde estou, é difícil encontrar professores, mas se achar que pode, moro em Buritizeiro.

    Achei tudo muito perfeito.

    ResponderExcluir
  10. @Histórias & Estórias
    Amiga, eu abordei sobre este assunto no post "A correta motivação". Realmente se "perder" durante uma prática é fácil e o pior podemos se "perder" não sabendo qual a real motivação que nos leva a essa prática.
    Amiga, vou te enviar um e-mail com o contato de uma amiga, para ver se ela conhece alguém que more mais próximo de você, pois ela é de Uberlândia. Vamos tentar localizar um instrutor, ok?
    Bjs.

    ResponderExcluir
  11. Olá queridíssimo amigo !!!

    Nossa adorei ver você em "ação", muito legal sua iniciativa de compartilhar conosco !!
    Me identifiquei com o texto, pois quando tinha exames de troca de faixas no TKD era realmente difícil manter a concentração exatamente pelos motivos que você colocou, o medo de errar, os fatores externos, o orgulho, o nervoso em ser reprovada... e às vezes aconteceu também de eu errar os movimentos justamente por seguir um colega involuntariamente hehehe Mas faz parte né !!
    Os avaliadores sabem distinguir esta falhas e nós depois sempre aprendemos com elas.
    Gostei dos movimentos e me recordei de uma aula que fiz uma arte que se chama Pakua, você deve conhecer, no final o professor nos passa uns movimentos de TCC e ele disse que fui bem hehehe fiquei toda boba, porque no fundo achei difícil pra xuxu !!!
    Amigo, muito sucesso pra você !!!
    Um abração apertado !!

    ResponderExcluir
  12. @vidarealdasam
    Amiga, legal saber que você se identificou com as situações! Rsrsrs...
    Olha você praticou uma das artes marciais internas, se o professor te elogiou com certeza você deve ter ido bem!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  13. Edgard! É meu sonho de consumo fazer Tai Chi e Yoga! Eu ja experimentei umas aulas gratuitas de Tai Chi na Praça NS Paz a zilhoes de anos (fadas vivem muitos anos mesmo...).
    Os movimentos são fantasticos. Eu creio que dá uma paz interior, pq sinto a harmonia como um todo.

    ResponderExcluir
  14. @Sissym
    Amiga, no que depender de mim farei de tudo para te ajudar! Seja fornecendo informações, dando dicas, apoio moral e muito mais! Rsrsrs...
    O mais importante você já tem! A vontade e a abertura para conhecer ou receber a arte.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  15. Gostei muito do vídeo,parece dificil, realmente exige, com certeza precisa de um profissional para orientar, adorei,parabéns.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  16. @Corretora Fatima Zanin
    Amiga, aprender sozinho é mesmo um tanto quanto complicado. Porém, com o acompanhamento de um instrutor, não é tão difícil assim.
    Fico feliz que tenha gostado de ver este vídeo inédito no meu blog.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  17. Saudades de você viu meu amado amigo.
    Sei que ando meio ausente, mas sempre com algumas pessoas, especiais, incluindo vc, nos pensamentos.
    Assim que diminuir o ritmo da correria pretendo estar mais ativa.
    Tenha um ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  18. @CatiaPipoca
    Oi, amiga linda!
    É sempre um prazer receber a sua visita e o seu carinho!
    Não se preocupe, eu também estou meio sem tempo, rsrsrs...
    Bjs.

    ResponderExcluir
  19. Mestre Edgard,
    Fiquei profundamente agradecida por ter me aceitado em sua lista de amigos aqui do dihitt.
    Estou absolutamente encantada com a sua arte. Gostaria de saber se tem instrutores de TCC aqui na região de Jundiaí, onde moro.
    Ficarei muito grata com por resposta.

    Rosemeire Lemes Pontes

    ResponderExcluir
  20. @Rosi Pontes
    Amiga, é um belo elogio mas sou apenas um mero instrutor que ama o TCC. Fico feliz que tenha se identificado com a arte. Sei que tem instrutores aí em Jundiaí, vou tentar me informar e depois te aviso. Será um imenso prazer ter mais uma praticante desta arte milenar.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  21. Olá amigo,fiquei admirado,surpreso e de boca aberta vendo as imagens do vídeo,sempre admirei as pessoas que praticam o Thai chi,deve ser uma maravilha,exige concentração,sintonia e muita habilidade e principalmente dedicação,persistência e muita força de vontade,não deve ser fácil!!!
    valeuuu..
    obrigado por compartilhar o vídeo!!
    abração!!

    ResponderExcluir
  22. @mundo virtual
    Mauro, é uma honra receber a sua visita. Obrigado pelo carinho, você é sempre bem vindo!
    Um gde abraço.

    ResponderExcluir
  23. Amigo, gosto muito de voce. Sinto saudades da sua enorme simpatia passeando pelo dihitt. Desejo tudo de bom a voce. Beijocas

    ResponderExcluir
  24. @Sissym
    Sissy querida, você é um amor!
    Também sinto saudades de você. Assim que der apareço mais vezes por lá.
    Bjs.

    ResponderExcluir